Paulada 90 decibéis – Honra ao mérito…

Não sei se todos acompanharam a indicação dos artistas que concorrerão ao Grammy 2011, mas estamos prestes a saber quem leva o quê… A festa está programada para acontecer em 13 de fevereiro.
Mas o intuito do post de hoje, não é falar sobre a premiação 2011, e sim, sobre a premiação como um todo… “Puta chatice, meu!”, alguns vão dizer (e talvez seja verdade), mas é hora de saber porque o Grammy ainda é o Oscar da música.
O Grammy é organizado pela NARAS (National Academy of Recording Arts and Science), uma organização americana formada por diversos profissionais musicais (o que inclui produtoress, engenheiros de som, músicos, etc). O grande diferencial e provável gerador do grande respeito que detém o Grammy, é que a premiação se baseia na qualidade musical, e não no número de vendas que detém determinado artista.
Se formos comparar o Grammy a outras grandes premiações, como a American Music Awards (na qual o voto popular dita os vencedores) e a Billboard Music Awards (na qual a vendagem significa prêmio), percebemos que somente no Grammy, temos a arte como critério de vencimento. Sad but true…
Se quisermos exemplificar de um modo que nós, brasileiros, consigamos entender, é só imaginar os vencedores do último VMB (meu estômago se embrulha só de lembrar), que foi escolhido por voto popular… Se imaginássemos agora, uma premiação que utilizasse como base de premiação o número de discos vendidos (ou, no caso desse país, downloads ilegais efetuados), provavelmente teríamos uma nova remessa de gente colorida sendo vaiada…
Vale à pena perder uma noite de sono vendo o Grammy. Premiações desse tipo estão em extinção. Sabemos que aquilo que vende é cada vez mais exaltado, mas é bom ver também, por outro lado, que ainda existe a veneração da verdadeira arte.
Essa coluna sempre trás mensagens apocalípticas em seus finais, então, pensei até em usar a expressão “por quanto tempo o Grammy existirá”, mas para quebrar o estigma, vamos acabar assim:
Long live the true art of music!

Comentários com Facebook

comentários com facebook

2 thoughts on “Paulada 90 decibéis – Honra ao mérito…

  1. Poxa, não sabia disso… Mas penso eu com meus pauzinhos… Não seria algo mais justo e significativo fazer esta premiação se baseando em uma média ponderada de Vendagem, voto da critica especializada (profissionais da música que tem culhões para dizer se algo é bom ou ruim) e voto popular, cada um claro com seu devido peso? Se fosse assim teriamos potentes indicadores de boa música de verdade!

  2. Seria um risco, mas pode ser que dê certo, rs… mas geralmente vendagem e opinião popular convergem para um mesmo ponto, seria basicamente 2 contra 1 na votação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *