3 % e o lado de lá

Diferente das costumeiras críticas de cinema gostaria de citar algo deveras interessante que me deparei por indicação de um amigo.

3% é uma série de ficção cientifica nacional, que conta a história de uma espécie de grande seleção que decide quem serão os 3% de pessoas que vivem do lado de cá, uma espécie de terra subdesenvolvida e de ninguém, para o lado de lá, provavelmente o lado bom da sociedade onde quem é direito vive em um mundo sem subversão ou qualquer outra coisa considerada ruim.

Não se deixem enganar, este plot não é revolucionário e nem pioneiro, uma infinidade de série de ficções cientificas cinematográficas e literárias já trataram de temas bem próximos e parecidos antes.  Alguns dos mais próximos falam sobre o futuro e processos seletivos cruéis e desumanos. Como é o caso de Gattaca ou O Vingador do Futuro. Dois filmes muito bons sobre o tema.

Mas a obra que mais se aproxima em minha opinião é o manga Gunnm de Yukito Kishiro, assim como o seriado fala de dois mundos, Geru e Zalem, onde neste ultimo existe desigualdade social, pobreza e violência de forma bem criativa misturando humanos e ciborgues em um jogo de psicológicos valores e drama pessoal. Em 3% vemos no episódio piloto um cenário interessante, uma espécie de prisão onde os uniformes cinzas e esta tonalidade em tudo que aparece deixa uma forte  impressão de alienação e padronização, característica importante para a proposta da série.

Um exercito de jovens brasileiros tem que passar por uma série de processos que vão desde atividades psicológicas até fortes debates em forma de entrevista para testar seus nervos, só assim alguns deles aos 2o anos poderá provar que faz parte dos 3% de pessoas que conseguem passar para o lado de lá. Provável que a série irá revelando segredos a medida que for rolando, mas por enquanto contamos apenas com o primeiro episódio dividido em três partes, pois a produção procura apoio para exibição e promoção. Apesar da grande qualidade, boa interpretação de alguns atores, e personalização da batida temática, acho que falta um pouco de ligação com a realidade, pois sem esta característica uma das mais poderosas ferramentas das produções de sucesso se perde, a identificação do publico. E por mais que isto possa ocorrer durante o desenrolar da série, é evidente que para amarrar o público a obra será necessária que o ponto mais forte de identificação aconteça necessariamente no inicio. Não que estas identificações não ocorram, mas para uma proposta tão ousada acredito que algo mais chocante e temerário fosse muito bem vindo. Produzido pela Maria Bonita filmes a iniciativa apesar de ganhadora de uns poucos e singelos prêmios não encontrou um canal para exibição, mas pode ser um grande representante do gênero neste país tropical tão restrito neste sentido. Aposto várias moedas na série e acredito que em breve a veremos na televisão aberta.

3%


Gunnm
http://www.youtube.com/watch?v=EJnV_kIkUn8

Gattaca
http://www.youtube.com/watch?v=_JSEty7Qr_c

O Vingador do Futuro

 

Alexandre Prados

Comentários com Facebook

comentários com facebook

One thought on “3 % e o lado de lá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *